Como recuperar um funcionário problema?

traço

Jan 04, 2015

Como recuperar um funcionário problema?

Muitas empresas costumam resolver esse entrave de maneira mais simples: Demiti-lo! Mas será essa a melhor opção?

A maneira mais simples e fácil para resolver a situação com um funcionário problema é demiti-lo. Na maioria das vezes é o que acontece na vida real quando um profissional gera problemas que afetam a área ou expõe seu superior.


No mundo acadêmico ou visitando as melhores práticas de liderança, a recomendação não é a mesma, pelo contrário, diversas sugestões como: reciclagem, mudança de chefia imediata, treinamento, coaching, mentoria, e outras técnicas e ferramentas são sugeridas para recuperar o profissional taxado de problema, mas de fato será que existe uma maneira eficiente de recuperar ou determinar qual é o limite entre a tentativa de recuperação e a ação de demitir?


A resposta é sim, mas alguns cálculos são necessários para determinar se financeiramente é viável para a empresa, até porque não adianta investir tempo e dinheiro em um profissional que jamais trará retorno.


A primeira ação prática é apresentar de maneira objetiva ao profissional os motivos pelo qual ele ganhou o carimbo pejorativo de problemático. Isso deve ser feito de maneira firme e equilibrada, nem batendo demais para espantá-lo, nem tão leve que pareça um carinho de mãe.


Apresentar fatos, não fazer fofoca, dizer que fulano e ciclano não gostam dele e etc não são uma maneira profissional de pontuar os defeitos. Atitudes como essa geram apenas animosidade entre pessoas e equipes.


Não espere que ele vá aceitar e absorver de maneira simples sem ser reativo. Natural ter problemas em aceitar nossos defeitos. Utilizar a força do crachá para impor não é uma boa opção e certamente não trará resultados.


Defina pontos de melhoria e ações mensuráveis. Não adianta dizer que precisa melhorar o relacionamento com seus pares sem deixar claro no que e como.


Existem níveis e tipos diferentes de funcionários problemas, quando ele é técnico e alocado em uma área ou em um cliente, as ações e alterações são mais fáceis. Confiná-lo em outro local e acompanhar diariamente a sua mudança não é uma tarefa muito difícil, porém se o profissional tiver nível gerencial que a propagação de besteiras que ele faz pode romper as fronteiras da empresa e respingar no cliente, o cuidado deve ser muito maior.


O objetivo maior na tentativa da recuperação de um funcionário problema pode estar no potencial de receita que ele será capaz de trazer para a companhia, mas para o bom gestor e quem quer enveredar para ser um líder, conseguir recuperar o profissional problema pode a médio e longo prazo ser muito mais do que apenas um aumento do bônus ou da lucratividade, pode ser a diferença entre garantir ou não o aumento da empregabilidade, afinal no mundo corporativo as informações correm e o bom gestor também será reconhecido pelos times que forma e os que consegue recuperar.


Portanto antes de sair com o facão decepando cabeças problemáticas e colocando no lugar velhos conhecidos, pense o quanto financeiramente e profissionalmente é melhor recuperar os tais profissionais problemáticos.


Deixe seu comentário


Recentes

traço

Motivações e Necessidades

Elementos do processo de transição para empreendedor.


A importância do autoconhecimento!

O quanto você se conhece?


O Capital Social do Executivo e do Empreendedor!

O que você tem feito pelo seu Capital Social?